Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Poesia Memória de Drummond

Memória
Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão. 
Carlos Drummond de Andrade

Poema de Tristeza

Poema de Tristeza Não há mais eu
Não existo mais Não há mais aquela que sorria Aquela que era feliz só por ser e pronto Não mais existe Aquele ser que buscava respostas às perguntas ou perguntas para respostas incompreensíveis Não há mais lágrimas que caem A matéria-prima da dor se foi Não embora, secou-se apenas como se seca o que se esvai Não há mais sentimentos
Como Cecília, ficou em algum canto perdido
os meus sorrisos, a minha face, o meu olhar Não mais existo Existe apenas uma capa de mim Tão invisível que ninguém vê Nem os que poderiam me reconhecer Nem eles me encontrarão Muda e perdida segue minha alma E a solidão pantera de Augusto  a companheira inseparável segue comigo E jazem mortos os sonhos que sonhei contigo

Autoria: Josevânia Fonseca Silva

Resumo do Livro O Cavaleiro Inexistente

«Na armadura branca completamente equipada, no interior de sua tenda, uma das mais ordenadas e confortáveis do acampamento cristão, tentava manter-se deitado e continuava pensando: não os pensamentos ociosos e divagantes de quem está para pegar no sono, mas sempre raciocínios determinados e exatos. Pouco depois, erguia-se sobre um cotovelo: necessitava de alguma ocupação manual, como lustrar a espada, que já era bem brilhante, ou passar graxa nas juntas da armadura.» Italo Calvino, in «O Cavaleiro Inexistente» -------------------------------------------- O Cavaleiro inexistente e o homem sem sombra– ou de quando não se vê a imagem no espelho Com Cervantes, o universo cavaleiresco torna-se alvo do riso corrosivo que destrói as estruturas de um mundo representado na literatura como palco de afirmação do homem como herói valoroso entregue às demandas do divino ou aos amores corteses que o motivavam para os duelos, as aventuras, às mirabilias. Seguindo a trilha cervantina, Ítalo Calvino com s…

O Professor, um vitorioso!

O nascimento de uma criança é algo belo, sublime e inesquecível. Um ser puro como um diamante bruto a ser lapidado. A mãe e todos os que o acompanham ensinam tudo: a comer, beber, andar, falar. Entre outras coisas o ser humano vai se formando. Estes serão seus primeiros professores, os mestres iniciais da vivência.
Certo tempo depois, chega a hora de ir para a escola. Escola, aquele local sagrado que produz conhecimento. Que exala educação pelos poros. Onde os bons exemplos são ensinados, onde o conhecimento é repassado, onde o gosto pelo aprendizado é apreendido. Local onde estão os seres humanos que se dedicam a aprender mais sobre determinados conteúdos e se especializam em ensinar: PROFESSORES. Assim mesmo, com letra maiúscula. Porque se engana aquele que acha que qualquer um pode ser PROFESSOR. E não vou entrar aqui no mérito da discussão entre a diferença entre professor e educador, porque para mim o bom professor é, antes de tudo, o bom educador. Está implícito.
Como qualquer pro…

Resenha do livro Confie em mim de Harlan Coben

Sinopse

Preocupados com o comportamento cada vez mais distante de seu filho Adam - principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo, Spencer Hill -, o Dr. Mike Baye e sua esposa, Tia, decidem instalar um programa de monitoração no computador do garoto.
Os primeiros relatórios não revelam nada importante. Porém, quando eles já começavam a se sentir mais tranqüilos, uma estranha mensagem muda completamente o rumo dos acontecimentos: "Fica de bico calado que a gente se safa."
Perto dali, a mãe de Spencer, Betsy, encontra uma foto que levanta suspeitas sobre as circunstâncias da morte de seu filho. Ao contrário do que todos pensavam, ele não estava sozinho naquela noite fatídica. Teria sido mesmo suicídio?
Para tornar o caso ainda mais estranho, Adam combina ir a um jogo com o pai, mas desaparece misteriosamente. Acreditando que o garoto está correndo grande perigo, Mike não medirá esforços para encontrá-lo.Quando duas mulheres são assassinadas, uma série de…

Lindos fragmentos de poemas de Mário Quintana

''O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...''
 ''Se me esqueceres, só uma coisa, esquece-me bem devagarinho.'' 
''Tão bom morrer de amor e continuar vivendo.'' 
''Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente ...  e não a gente a ele!'' 

 DA FELICIDADE  ''Quantas vezes a gente,em busca da ventura, Procede tal e qual o avozinho infeliz: Em vão,por toda parte,os óculos procura Tendo-os na ponta do nariz!''
''O passado não reconhece o seu lugar: está sempre presente.'' 
''Há noites que eu não posso dormir de remorso por tudo o que eu deixei de cometer.''
''Sonhar é acordar-se para dentro.'' 
''E um dia os homens descobrirão que esses discos voadores estavam apenas estudando a vidas dos insetos...'' 
''Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.'' 
''Reflexão…

Um dia descobrimos

"Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só nao esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia descobrimos que a paixão é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia sabemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom...
Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase:
"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativa"
Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas aí já é tarde de mais...
Enfim... um dia descobrimos que apesar de viver quase 100 anos, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem de ser dito...
O jeito é: ou nos conformarmos com a falta de alguma coisa em nossa vida ou lutamos p…